VEM DANÇAR

DANY BITTENCOURT

LEIA MAIS

2000

VEM DANÇAR

Um dinâmico e divertido musical, didático, social, histórico e cultural, onde os bailarinos da Cisne Negro Cia. de Dança contam, cantando e dançando, a história da dança através dos tempos, tendo como mestre de cerimônias o Rei Sol, Luiz XIV.

FICHA TÉCNICA

Direção Artística
Hulda Bittencourt

Direção de Ensaios
Dany Bittencourt

Canções
Fábio Cardia (música e letra) e Cãssia Navas (letra)

Música e re-leitura de partitura originais
Fábio Cardia

Consultoria de Pesquisa (projeto e roteiro de espetáculo)
Cássia Navas

Pesquisa Histórica e Iconográfica
Cássia Navas e Vladimir Condereche

Roteiro
Dany Bittencourt, Hulda Bittencourt e Fábio Cárdia

Idealização do projeto
Edmundo Rodrigues Bittencourt (in memorian)

Figurinos (criação)
Fábio Namatame

Legendas
Ato Primo Produção Cultural

Coreografias
Balés Históricos e Citações Dany Bittencourt Dança Moderna e Contemporânea Vladimir Condereche Danças Populares Fábio Pinheiro e Henrique Lima

Ano
2000

SOBRE O COREÓGRAFO

DANY BITTENCOURT

Daniele Bittencourt - Cisne Negro Cia de Dança

De nome artístico Dany Bittencourt iniciou seus estudos no Estúdio de Ballet Cisne Negro aos 3 anos de idade e formou-se pela Royal Academy of Dancing de London, no nível advanced. Fez aulas de aperfeiçoamento em balé clássico em Londres com Merly Park e Shirley Graham, entre outros. Aprimorou-se em técnica clássica e contemporânea, permanecendo 6 meses no Les Ballets Jazz de Montreal e 6 meses no Le Grand Ballet Canadien Foi, por 20 anos, bailarina da cisne negro cia. de dança, tendo se apresentado por todo o Brasil e por países como África, Escócia, Espanha, Inglaterra, Estados Unidos, Argentina, Canadá, Uruguai, Alemanha, Paraguai, Chile, interpretando obras e atuando como assistente de importantes coreógrafos e professores nacionais e internacionais, como Mark Baldwin (Inglaterra), Gigi Caciuleanu, Patrick Delcroix (França), Itizik Galili (Holanda), Victor Navarro (Espanha), Marc de Graef (Portugal), entre outros. É Diretora de Ensaios da cisne negro cia. de dança, onde também atua como coreógrafa, tendo em seu currículo obras criadas especialmente para a Companhia: : Baobá (2010, com direção geral de José Possi Neto), Abacadá (2009 – Direção Coreográfica), Forrolins (2009), Atmosferas (2006); A Viagem de Quixote (2005), Anéis (2003), Em Caso de…(2001) e Vem Dançar (2000), além de obras como “coreógrafa convidada”: Forrolins (Chile), Imagens Sonoras (Balé da Cidade de Taubaté), Don Giovanni (São Paulo).